“Dormi com a lente de contato. Que experiência terrível!”

Você estava vendo aquele filme, e de repente aquele sono te possuiu de uma tal forma que você nem se quer lembrou que havia um corpo estranho aí no seu olho. Aos usuários de lente de contato, quem nunca passou por isso, não é mesmo?

Primeiramente você deve ser guerreiro (a). Isso mesmo, lutar contra o sono para que ele não te vença! Brincadeiras à parte. É a saúde dos seus olhos que estão em risco.  Por isso, situações como essas devem ser levadas a sério!

Quando se usa lentes de contato, os olhos estão em permanente troca de gases com elas. Durante o dia, costumamos piscar, o que lubrifica naturalmente a superfície da córnea.

Já à noite, quando mantemos os olhos permanentemente fechados, esta lubrificação não ocorre, e os olhos ficam secos, aumentando a adesão das lentes de contato à córnea. Em consequência disso, os olhos ficam irritados.

Outro ponto a se levar em consideração, é que quando você está acordado, as lentes se mexem um pouco (cerca de um milímetro a cada piscada) para permitir que a córnea receba oxigênio. Mas quando você está dormindo de lentes, as lentes não se movimentam devido à falta de estímulo (piscada).

Portanto, depois de ter lido este post, certamente na próxima vez, como um bom (a) menino (a) que você é, e preocupado (a) com a sua saúde visual, certamente levantará desse sofá para retirar as suas aliadas, mas que, ao mesmo tempo, podem ser suas inimigas!

Lembre seus amigos da importância dos cuidados com a lente de contato. Compartilhe essas informações com eles!